Centro Cultural de Ibiuna ::
 
  PÁGINA PRINCIPAL ::    BUSCA ::   ARQUIVO DE NOTÍCIAS 
 
 
Sobre o CCI
Diretoria
Taiko in Japan
Taiko
História
Localização
Eventos
 
Galeria de Fotos
Fotos Taiko
Nova galeria
Yakisoba com Tempurá
 
 
 
Taiko

 

 
 
 Grupo Ryubu Daiko
 
Breve Histórico – A equipe de TAIKO (Tambores Japoneses) do Centro Cultural de Ibiúna foi constituído em fevereiro de 2002 com apenas sete crianças. Foi incorporado ao Departamento Artístico do CCI apenas em 2004 e batizado com o nome de Ryubu Daiko (Dragão Dançante). Atualmente são mais de 45 crianças de 07 a 17 anos de idade.
Os treinos são coordenados pelos líderes Shintaro Takano e Adilson Takaoka de forma voluntária toda semana.
 
O Centro Cultural de Ibiúna é uma entidade sem fins lucrativos, criada há 60 anos por imigrantes japoneses que tinham como objetivo passar às futuras gerações os valores da cultura e sua tradições. Atualmente congrega cerca de 300  famílias entre descendentes e simpatizantes. O Centro Cultural de Ibiúna é formado por vários departamentos ativos tais como: Escola de Língua Japonesa, Depto das Senhoras, Atletismo, Baseball, Karaokê, Volleyball, Mallet Golf, Gate ball,  Old Boy, Idosos, Futebol além do Depto de Taikô, tudo com o objetivo de passar às gerações futuras princípios como disciplina, concentração, perseverança, respeito...
 
A proposta do Grupo Ryubu Daiko e sua missão:
 
Através da prática do Taikô , unir as crianças e suas famílias , mantendo viva a tradição, a disciplina e os elementos da cultura japonesa.
 
Algumas Conquistas da Equipe
2004 – Vice Campeão do 1º Campeonato Sudoeste de Taiko realizado em Capão Bonito
2004 – 4º Lugar no 1º Campeonato Brasileito de Taiko realizado em São Paulo
2005 – Campeão do 2º Campeonato Sudoeste de Taiko realizado em Ibiúna
2005 – Vice Campeão na Categoria Junior (até 17 anos) no 2º Campeonato Brasileiro de Taiko realizado em São Paulo
2006 – Condecorado com diploma pela Assembléia Legistativa do Estado de São Paulo em 17 de Abril por relevantes trabalhos prestados na preservação da cultura japonesa no Brasil.
2006 – Campeão e Vice Campeão no 3º Campeonato Sudoeste de Taiko realizado em Registro
2006 – 3º Lugar na Categoria Junior (até 17 anos) no 3º Campeonato Brasileiro de Taiko realizado em São Paulo.
2007 - Campeão e Vice Campeão no 4º Campeonato Sudoeste de Taiko realizado em Osasco.
2007 – Campeão Brasileiro no 4º Campeonato Brasileiro de Taiko da categoria Junior ( até 17 anos ) em São Paulo.
2008 – Participação especial no 10º Concurso Junior de Taiko do Japão, no dia 23/03, no Japão na Província de Ishikawa.
 
Os Tambores Japoneses
(Taiko ou Daiko quando usado como extensão como no caso do Ryubu-Daiko)
 
O tambor é um dos instrumentos mais antigos, utilizados em todas as partes do mundo. Assim como em diversas civilizações antigas, escavações arqueológicas no Japão também mostraram que se tocava tambor (conhecido como Taiko) desde tempos remotos. Com a característica do som se propagar até muito longe, os tambores originalmente eram utilizados como meio de transmissão de informações.
A batida dos tambores também emocionava as pessoas, que passaram a incorporá-lo a cerimônias religiosas, onde cumprem um antiquíssimo e tradicional ritual até hoje.
Durante a Era das Guerras (séculos 15 a 17), os tambores forma utilizados para elevar a motivação e a moral dos guerreiros nos campos de batalhas, e no Período Edo (séculos 17 a 19), passaram a ser uma parte essencial da cultura popular.
Atualmente o Taikô é ainda um dos elementos musicais mais importantes utilizados nas festividades tradicionais pois simboliza a alma japonesa.
                                                                                                                                                                                                                                                 
 
 
Departamento de Taiko – Ryubu Daiko
 
Tel.para contato –        C.C.I. – escritório –      3241-1100
                                   Helio Morita – 11 9947-4610

 

 
 Voltar
Esse site foi acessado 860153 vezes
08/2009 -Centro Cultural de Ibiúna  - Todos os direitos reservados